Resumo / Abstract do Artigo:
A resposta clínica e a recidiva foram avaliados após a realização do tratamento de osteopatia em pacientes com lombalgia crônica. Foi realizado um estudo controlado,  duplo cego e randomizado. A resposta clínica inicial e a estabilidade desta, além da recindiva, foram medidas até a 12 semana em 186 sujeitos com alta intensidade de dor (EVA > 50%). Melhoria considerável em dor lombar foi definido como acima de 50% em relação a dor inicial, realizando avaliações nas semanas 1, 2, 4, 6, 8 e 12. 65% dos sujeitos atingiram a melhoria considerável (>50% de melhora na EVA) no grupo de Osteopatia, enquanto que no grupo controle foram  45% (risco relativo [RR], 1.45; 95% intervalo de confiança [IC], 1.11 - 1.90). O tempo médio para a resposta clínica no grupo de osteopatia foi de 4 semanas. Entre os sujeitos que tiveram uma resposta clínica antes da 12 semana 25% grupo osteopatia e 51% grupo controle tiveram recidiva (RR, 0.47; 95% IC, 0.26 - 0.83). No geral, 52% dos sujeitos do grupo osteopatia alcançaram ou mantiveram a resposta clínica até a 12 semana e no grupo controle somente 25% (RR, 2.04; 95% IC, 1.36 - 3.05). O grande tamanho do efeito para a melhora da dor em curto prazo utilizando a osteopatia foi impulsionado por sujeitos que não tiveram recidiva.
Podemos então concluir, baseados nestes resultados, que o tratamento de osteopatia em lombalgias crônicas tem resultados mais rápidos e menor índice de recidivas se comparado ao placebo utilizado.
Artigo completo (em inglês) para dowonload (Free Article) - Link: Estudo Sobre Osteopatia em Lombagia Crônica

Comentários

Escreva abaixo seus comentários